Fiz uma constelação. E agora o que fazer?

1– Primeiro, recebo a mensagem, a nova visão, a nova perspectiva mostrada pela constelação. Se houve alguma frase especial que tenha dado força, por exemplo: agora tomo a vida como é, escolho a vida, encarrego-me do que me corresponde, deixo contigo o que te corresponde, posso repeti-la como mantra. Mas também importa,

2– Soltar e confiar o movimento que se iniciou na sua constelação, precisa do seu tempo para atuar. E para isso, preciso prescindir de contar e de avaliar a constelação racionalmente. O movimento profundo não é alcançado pela nossa parte racional na sua totalidade. Entregar e confiar no movimento da vida e adoptar a postura individual que tras força. Qual é.

Fiz uma constelação e agora - Mirada Sistémica

3– Para que a eficácia da constelação seja maior e em sintonia com a lei do equilíbrio entre dar e receber, ha algo muito importante que eu posso fazer depois da constelação. Eu recebi algo e agora cabe-me tomar esse algo e atuar desde outra visão e perspectiva: através da nossa atitude podemos devolver, atuando de acordo com a filosofia das constelações, vivenciando-a na prática. De lembrar que, a constelação não é uma terapia, é uma filosofia vida– Vide Prática das forças do amor.

4– Isso só é possivel se eu escolher estar no adulto e no momento presente- não se trata de uma decisão ou ato isolado mas de um processo contínuo, estar no adulto é também soltar o passado, soltar o julgamento, é soltar a dependencia, soltar o desejo de vingança com algo do passado, é respeitar a todos desde o momento presente.

Nídia Brito da Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *