O comportamento dos alunos na escola

O comportamento dos alunos na escola

Por vezes os filhos não querem ir à escola ou, quando vão, não demonstram interesse em aprender. Existem muitos motivos pelos quais isso pode acontecer, neste artigo invocarei um dos motivos que foi observado.
Niños en la escuela - Mirada Sistémica

O comportamento natural dos alunos

Todos nós somos curiosos, queremos saber. Todas as crianças e jovens gostariam de ser bons alunos, filhos amorosos, amados e vistos com amor pelos outros, especialmente pelos seus pais. Este é um desejo natural dos humanos.

Quando esse comportamento ideal não é o real dos alunos, é porque eles não conseguem comportar-se de outra forma.

Os filhos sentem um amor incondicional por ambos os pais. Nesse amor, seguem-nos nos mínimos detalhes. Seguir significa querer viver e sentir o mesmo que os seus pais, imitá-los ou querer substituí-los nas situações mais difíceis da vida. Mesmo naquelas situações de maior dor ou tristeza.

Os filhos percebem a atitude dos pais.

Os filhos, inconscientemente, percepcionam a atitude dos pais, sem que estes lhes digam algo, ou até mesmo se dêem conta. E por amor a eles e à sua família, os filhos são fortemente atraídos a repetir essa mesma atitude ou comportamento. Fazer diferente, significará sentirem-se tão culpados que eles não poderão suportar.Sentir-se-ão infiéis aos seus pais e isso… é insuportável para eles.

Às vezes, uma atitude de queixa, ou seja, falta de respeito e agradecimento de um progenitor para com o outro, ou para com o professor, sociedade ou sistema educacional, criará o contexto perfeito para que as crianças sigam os seus pais nessa atitude e criem conflitos e problemas na escola .
As crianças não têm permissão para agir de forma diferente de seus pais.
Vamos ver como isso acontece.

O impacto de respeitar e agradecer.

A sociedade precisa dos seus membros para se desenvolver e crescer em todos os seus aspectos e para isso, criou entre outros, o sistema educacional com as suas leis e recursos, colocando-os ao serviço dos cidadãos.

Por sua vez, estes, utilizam esses recursos em benefício do seu desenvolvimento pessoal e dos seus filhos.

Os cidadãos e os pais, são os grandes beneficiários do sistema educacional e de todos os seus recursos, vejamos:

Intuindo uma ordem de gratidão podemos dizer que os pais podem respeitar e agradecer ao sistema educacional e à sociedade por tudo que nos oferece.

Pais → Sistema educacional → Sociedade
Pais → Profissionais

Como posso saber se estou respeitando e agradecendo aos pais, ao sistema educacional (profissionais) e à sociedade?

Observa-se que:

Quando um progenitor critica ou rejeita o outro progenitor, faça o que fizer, tenha acontecido o que tenha acontecido, não está a respeitá-lo como é. Importa separar a esfera do casal que só ao casal diz respeito da esfera da parentalidade que será para toda a vida. O filho, sendo a fusão dos dois pais, não lhe fará sentido escolher um dos dois, os pais são uma unidade indissolúvel para o filho. O filho tem em si o pai e a mãe, é feito de ambos. Rejeitar um dos pais é rejeitar uma parte do próprio filho com consequências nefastas na sua força, autoestima, saude física e mental.

Por outro lado, para além dos pais, quando a família:

Critica a sociedade ou o sistema educacional, não está a respeitá-los.
Não confia nos profissionais da educação, não está a respeitá-los.

Essas atitudes passam muitas vezes despercebidas por serem frequentes e acaba por haver famílias inteiras que têm grandes dificuldades com os seus membros para se integrarem no sistema educacional. E isso acontece por causa deste amor cego dos filhos pelos pais. Estes, podem dizer aos filhos que querem que eles frequentem a escola e aprendam, sem partilhar as suas queixas ou preocupações, mas internamente as crianças captam a mensagem inconsciente que diz o contrário. E por amor incondicional, não vão querer ir à escola nem estarem abertas à aprendizagem, ou vão mostrar a sua rebeldia.

Como diz uma das fundadoras da pedagogía sistémica, Angélica Olvera: “Os alunos na escola, mostram o que acontece em casa.”

Niña escuchando en la escuela - Mirada Sistémica

Qual é a atitude que favorece a aprendizagem dos alunos?

Do ponto de vista dos progenitores, a atitude que trará força aos seus filhos, é que os pais se respeitem mutuamente, que se aceitem como são, que respeitem e agradeçam à sociedade, sabendo que estão ao serviço da mesma e, a partir deste serviço, contribuam tanto quanto possível para melhorá-la. E também, que agradeçam todos os benefícios que estão recebendo.

Também ajudará que os pais respeitem e agradeçam o sistema educacional e os seus profissionais da educação e confiem no seu trabalho. A confiança é fundamental, questionar a atuação dos profissionais da educação estimulará as crianças a não quererem estudar.

Fortalecerá os filhos, dar-lhes permissão interna para serem eles mesmos, sem ter que seguir os passos de seus pais ou suas limitações.

Ajudará a todos, que nós professores nos lembremos, que as crianças vão para a aula com todo o seu sistema familiar. Como profesores, somos convidados a olhar para cada um de nossos alunos incluindo os seus pais e seu destino, respeitando e agradecendo-lhes como são. Estamos ao serviço dos pais.

Trata-se de um trabalho de constante auto-observação, de perceber o que está acontecendo, responsabilizando-nos, cada um de nós desde o nosso lugar.

As dificuldades que as crianças encontrarão fazem parte da vida e serão fundamentais para o seu desenvolvimento.

Bert Hellinger diz: “Todas as crianças são boas e seus pais também.
Angélica Olvera acrescenta: “E os professores também”.

Antonio Bueno Juan

Acerca de:

Acerca de

Visitas:1136

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *